saio, nem saio, ensaio (parte 1)

quando ensaiava sair era sempre assim. não sabia se sentia frio, se era sexta feira, se depois era segunda. naquele instante o tempo se transformava numa tempestade descontrolada de sapatos pela casa, decisões revogadas, sentimentos destraídos. tudo. uma bagunça. era preciso muita força para um simples passo fora de casa.